Notícias

Novo Código Internacional de Nomenclatura para Algas, Fungos e Plantas

A tradução oficial do livro Código Internacional de Nomenclatura para Algas, Fungos e Plantas autorizada pela IAPT, International Association for Plant Taxonomy foi feita pelos pesquisadores Bolsistas de Produtividade em Pesquisa do CNPq, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Carlos Bicudo e Jefferson Prado e pela bolsista de Pós-doutorado Júnior, Regina Hirai. Todos os três pesquisadores do IBt, Instituto de Botânica foram responsáveis pela elaboração da obra em português. A tradução foi lançada no final de novembro.

O Código Internacional de Nomenclatura para Algas, Fungos e Plantas é o livro que contém as regras para criação e modificação dos nomes dos organismos mencionados no título do Código. Essas regras são seguidas por toda comunidade cientifica internacional que trabalha com Taxonomia. Essas regras são usadas, por exemplo, quando um pesquisador descobre uma espécie nova para a ciência e quer descrevê-la. Neste caso é, então, absolutamente necessário seguir algumas regras no ato da publicação do nome da espécie.

Carlos Bicudo, Regina Hirai e Jefferson Prado com o Código que traduziram.

 

Carlos e Jefferson foram os autores das três últimas edições do Código originalmente publicado em inglês. A permissão para a tradução, explicaram, é dada pela IAPT, que é o órgão responsável pela publicação do Código”.

Esta é a quarta vez que o Código foi traduzido para o Português, todas com a participação de Carlos Bicudo e Jefferson Prado. O Código é modificado a cada seis anos, por ocasião do Congresso Internacional de Botânica. O último Congresso foi realizado em Shenzhen (China), em 2017, e a nova versão do Código, base para a tradução atual, foi publicada em junho deste ano. “Desta vez publicamos a tradução para o português no mesmo ano”, comemoram os pesquisadores.

A versão original em inglês está disponível na página da IAPT, no link que segue: https://www.iapt-taxon.org/nomen/main.php e a versão em português também será disponibilizada, em cerca de dois meses. Por enquanto, a publicação está à venda na Editora RiMa, em São Carlos.

COMPARTILHAR

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Os comentários estão desativados.