Notícias
10/12/2017
Nota de Repúdio

A Sociedade Botânica do Brasil (SBB) vem a público manifestar solidariedade a toda a comunidade da Universidade Federal de Minas Gerais pelo lamentável e inaceitável episódio ocorrido no dia 06 de dezembro, quando agentes da Polícia Federal e auditores da CGU violaram a cláusula constitucional da autonomia universitária e invadiram esta tradicional e respeitada instituição de ensino e pesquisa, conduzindo coercitivamente diversos de seus gestores, com a justificativa de investigar supostos desvios de recursos na execução do projeto para a implantação do Memorial da Anistia Política do Brasil. Este ato de violência, desproporcional e constrangedor, é inaceitável em um país que preza pela democracia, pelo livre pensamento e pela liberdade de expressão. Assim, repudiamos veementemente qualquer ação do governo e de suas corporações, que macule e coloque em risco a manutenção das Universidades Públicas e gratuitas do Brasil. Não vamos nos calar diante de investidas que ameaçam desestabilizar nossas universidades públicas, que devem ser respeitadas como um patrimônio do povo brasileiro, conquistas por meio de muitas lutas e que são as grandes responsáveis pelo desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil. Elas são as maiores esperanças de bem-estar público no futuro, garantia da formação de profissionais e cientistas a serviço da sociedade brasileira. As Universidades Públicas são fundamentais para a reafirmação de nossa identidade cultural e para a diminuição das desigualdades sociais em nosso país. Somos radicalmente contrários ao estado de exceção, à assimetria judicial e à intimidação policial que vem se instalando nos últimos tempos. Inequivocamente, nos manifestamos a favor do Brasil e de seu povo, a favor das universidades públicas gratuitas e contra os poderosos interesses que nos atacam.

Renata Maria Strozi Alves Meira

Presidente da SBB

 

 

EVENTOS
REVISTA ACTA