Rede Brasileira de Herbários

A Rede Brasileira de Herbários (RBH) foi formada a partir da "Comissão de Herbários" da Sociedade Botânica do Brasil (SBB), sendo composta por um catálogo que apresenta dados sobre os acervos dos herbários nacionais, através de um banco desenvolvido pela Dra. Hilda Maria Longhi-Wagner com o auxílio do centro de Processamento de Dados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CPD/UFRG), e com informações disponibilizadas pelo Dr. Vinicius de Castro Souza (USP), na época coordenador da Comissão de Herbários.

Nos últimos dez anos, o catálogo dos herbários da RBH foi hospedado e mantido na página eletrônica Taxonomia Vegetal (www.ufrgs.br/taxonomia) desenvolvida pela Dra. Hilda Maria Longhi-Wagner.

A SBB agradece a hospedagem e perfeito funcionamento deste catálogo da RBH, bem como o apoio da Dra. Hilda a todas as indicações para o seu aperfeiçoamento.

Salientamos que o aprimoramento do banco de dados só foi possível devido à colaboração inestimável dos curadores de herbários, através de sugestões e críticas, e à Coordenação da RBH, pelo gerenciamento das informações.

A RBH tem como missão articular e fomentar o desenvolvimento dos herbários brasileiros e suas coleções associadas e auxiliares.

Nosso objetivo é ampliar a divulgação dos dados sobre os herbários e informar também sobre outras atividades da própria RBH. Continuamos contando com a colaboração de todos para indicar pontos que possam ser aperfeiçoados nesta página e na manutenção dos dados recentes sobre seus herbários.

Sejam bem-vindos a nossa Rede!

 

Links úteis

Index Herbariorum

Index Xylariorum

Exposição "Herbários do Brasil": Catálogo Diagnóstico - publicado no 63º Congresso de Joinville - 2012

Edição Especial Herbários do Brasil - 66º Congresso Nacional de Botânica - Unisanta BioScience - 2015

Edição Especial Redes de Herbários e Herbários Virtuais no Brasil - 66º Congresso Nacional de Botânica - Unisanta BioScience - 2015

 

Orientações para cadastros

Os cadastros de herbários na Rede Brasileira de Herbários tem hoje alguns requisitos:

* o estabelecimento de um herbário é analisado observando as condições que permitam garantir sua perenidade, e posterior inclusão no Index Herbariorum, 

* ele deve ser reconhecido institucionalmente por isto é solicitado que exista algum tipo de documentação que estabeleça sua criação e indique o seu responsável (curador), podendo ser da chefia imediata (como coordenador de curso ou chefe de departamento),

* a sigla proposta não deve estar ocupada no Index Herbariorum, e segue a recomendação de ser somente letras e de no mínimo 4 letras e no máximo 8, 

* a sigla não precisa fazer referência ao nome do herbário ou instituição. Originalmente no Index Herbariorum as siglas eram referenciadas aos municípios sede, como P, NY, SP, CRI, dentre tantos, e/ou algumas combinações com o estado, por exemplo JPB, CGMS (preferencialmente não colocar H pois a sigla se refere a um herbário mesmo que já tenhamos várias com H na RBH),

* não existe número mínimo de amostras para o registro, já que objetivo é sabermos sobre todas as coleções em solo brasiliero, mesmo as menores. Todos que trabalham em herbário tem ideia da dinâmica de inclusão de registros, e muitas vezes pedimos maiores informações antes do cadastro ser aceito, pelo tempo apontado para a fundação e o tamanho do acervo, a equipe de trabalho, se conta com botânicos atuando, instalações, entre outros. 

Queremos que a RBH se fortaleça com parceiros em desenvolvimento e não ser um conjunto de informações que não são atualizadas ou de herbários que não tem  condições de crescerem e cujos acervos acabam sendo transferidos para outras instituições ou pior se perdendo.

 

Coordenador 2014-2015; 2015-2016: André Luís Gasper (algasper@gmail.com, herbarios@botanica.org.br)

  • Ana Odete Santos Vieira
  • Célia Regina Araujo Soares Lopes
  • Narcísio Bigio
  • Guadalupe Edilma Licona de Macedo

 

Rede Brasileira de Herbários

EVENTOS
REVISTA ACTA